22 maio 2017

Gente como a Gente! #3




Olá Pessoal! Voltei com mais um "Gente como a gente". Nos últimos posts percebi que vocês gostaram bastante desse quadro, e eu pretendo continuar. Se você aí do outro lado tem uma história de superação para me contar, envie um e-mail para keepcalmsonhos@yahoo.com.br.

A história de hoje é um relato de uma amiga que vive comigo diariamente. Ela escolheu falar sobre um assunto relacionado a escola, lugar onde passamos boa parte do nosso tempo e que muitas vezes sofremos por algumas coisas. Espero que gostem e que se inspirem na superação da minha amiga chamada Nivea. 

"O começo deste ano estava bem confuso para mim, não sabia se sairia ou se continuaria no colégio em que estudei nos últimos 3 anos. Mas de uma coisa era certa, eu queria dar o meu melhor independente de onde fosse estudar. Confesso que não queria sair do colégio em que estava, mas Deus foi tão bom comigo que já havia preparado meu lugar, onde realmente queria que eu estivesse. E com isso fez com que eu me motivasse cada dia mais a dar meu melhor.                                                                                                                  
A ansiedade me consumia para que o primeiro dia de aula chegasse. Ali,era um novo ano, novo começo, novas metas, novas chances e oportunidades.                            
A fase dar tchau ao fundamental e boas vindas ao ensino médio, muitas coisas mudariam, as responsabilidades aumentariam, a rotina mudaria e uma nova fase se iniciaria. Estava muito animada para isso. Afinal, sempre estou disposta a mudanças, porém essa me deixava um pouco preocupada.                     
 No começo estava tudo bem, amando a ideia de estar no ensino médio, numa nova fase, mas com o passar de algumas semanas de aula me deparei com uma situação inesperada, comecei a me perguntar " Sera que vou conseguir ? ", "Sera que escolhi o curso técnico certo?"... Foi uma período bem confuso para mim, comecei até desacreditar em meus objetivos.                                                                                          
Até que em um dia de muita confusão chamei uma amiga para conversar, e foi então que no meio da conversa me dei conta de que nada estava perdido,que eu era capaz de conquistar todos meus objetivos e que cumpriria minhas metas.      
No dia seguinte ela veio e me entregou uma singela e simples mensagem junto de um tercinho de pulso, e me disse novamente que eu sou capaz, e quando me esquecer disso é para eu ler o que está escrito no papelzinho ( A oração do estudante). E no tercinho para não deixar com que eu me esqueça que eu consigo.                                      

Reflexão:                                                                
Não desista dos seus sonhos, por mais que pareçam impossíveis. Acredite! confie em você mesmo."